Calcard


Notícias

Como planejar as finanças da casa com a ajuda do cartão de crédito

08/06/2017

Você já sabe que para fazer do cartão de crédito um aliado é preciso planejamento. Antes de usar o cartão, avalie as finanças da casa e tenha seus gastos sob controle para que desta forma possa tirar o máximo de proveito do cartão de crédito. A decisão de adotar um cartão pode servir até de motivação para que você possa justamente colocar suas finanças em ordem. Mas como você pode planejar as finanças da casa já pensando em ter um cartão como aliado? Siga os passos sugeridos pela Calcard.

Liste todas as suas despesas mensais

Este é o passo inicial na organização das finanças da casa e, às vezes, até por parecer óbvio, não ganha a atenção que merece. Você precisa listar todas as despesas mensais que possui. Coloque no papel o que você paga todos os meses como as contas fixas como telefonia, internet, plano de saúde, seguros, educação, além da média que você gasta com alimentação, transporte, gasolina, serviços (lavanderia, salão de beleza...) e lazer.

Faça a soma dos valores e também uma avaliação prévia sobre o que é essencial e o que pode estar acima do necessário. Você pode estar gastando muito com supermercado e ao mesmo tempo comendo fora de casa com muita frequência. Pode ser um ponto a ser visto e melhor equilibrado.

Este levantamento das despesas dará uma dimensão do que você gasta mensalmente e irá ajudá-lo na etapa seguinte que é traçar o seu orçamento. A ideia é que você tenha uma amostra para saber onde suas despesas estão mais concentradas.

Aqui o cartão de crédito já pode ajudar. Basta conferir os valores lançados na fatura para que você tenha uma noção mais precisa dos seus gastos mensais – um controle que se você usa dinheiro, por exemplo, fica muito mais difícil de ser feito porque as notas e comprovantes de pagamento acabam se perdendo.

Faça seu orçamento mensal

Com o levantamento das despesas feito, o passo seguinte é preparar o orçamento mensal das finanças da casa. Neste caso, você começa comparando os números: o total das despesas com o total de receita mensal que você possui. É uma etapa importante porque você poderá avaliar quais ajustes precisa fazer. É o momento em que você faz cortes, adota novos hábitos ou até busca novos fornecedores para serviços como telefonia, internet e outros.

O objetivo de um orçamento não é eliminar tudo o que você gosta, mas sim eliminar o que não é necessário e que pode atrapalhar suas finanças. Um grande desejo seu pode estar longe de ser concretizado justamente porque o seu orçamento está desajustado. Ou seja, você pode estar gastando mais em algo que não precisa e deixando de usar, poupar ou direcionar seus recursos para aquilo que é mais importante.

Neste caso, a dica é traçar metas para deixar o orçamento mais adequado para suas despesas fixas, mas também para seus projetos. Não faça o orçamento de forma simplificada apenas observando o que você tem uma receita X e uma despesa Y. O recomendado é que você organize as despesas em categorias e veja o quanto pode destinar de recursos para cada um delas.

Desta forma, olhando cada categoria separadamente, você poderá prever receitas para projetos a médio e longo prazos, mas também já antecipar aquilo em que você poderá usar o cartão de crédito. Pense em quais compras o cartão é a melhor alternativa em termos de descontos, parcelamentos e outras vantagens, como bônus na fatura e promoções.

Leve em conta aquilo que é frequente, mas também o que pode ser vantajoso em termos de descontos e ganhos extras. Promoções envolvendo supermercados e postos de combustíveis, por exemplo, pode gerar ganhos na compra de outros produtos que você esteja desejando, como calçados e acessórios.

Lembre-se que o cartão de crédito dever visto por este viéis, pela possibilidade de flexibilizar o pagamento, e nunca como uma receita extra que você possui. Por isso, no orçamento você deve levar em conta o limite que seu cartão possui e o quanto poderá gastar mensalmente a partir do levantamento das despesas e da definição do orçamento. Você pode inclusive, a medida em que as finanças forem entrando nos eixos, ir ampliando o valor mensal do cartão. Isso abrirá possibilidades para você adquirir novos bens, renovar o guarda-roupa e já planejar reformas, viagens e outros projetos.

Eleja suas prioridades

O momento de analisar despesas e definir o orçamento mensal é o momento de fazer escolhas, como destacado acima. O importante é que para ter as finanças da casa em dia você deverá eleger suas prioridades.

Ao listar as despesas, você já marcou o que é essencial. Avalie novamente. É mesmo essencial? Veja o que dá para reduzir e o que pode manter. Trabalhe com a ideia de poder estabelecer sempre o quanto você pode e o quanto você quer gastar todos os meses com seu cartão de crédito e qual será sua prioridade no uso dele.

A dica é que você avalie concentrar determinadas compras sempre no cartão de crédito. É uma forma de ter maior controle das despesas e de beneficiar de promoções, como as que a Calcard promove com frequência em parceria com supermercados e postos de combustíveis e com as lojas Studio Z.

Use o aplicativo para acompanhar seus gastos

Hoje em dia, o que muitos usuários de cartão de crédito destacam é a facilidade com que acompanham as compras que fazem graças ao uso de aplicativos. É o caso dos clientes da Calcard, que podem baixar e usar gratuitamente o Meu Aplicativo, o aplicativo onde é possível conferir em tempo real toda a movimentação do cartão. Você confere seu limite, fatura e saldo e isso é muito prático para quem busca ter um orçamento mensal controlado.

Sem usar um aplicativo, o risco de uma surpresa desagradável no pagamento da fatura é maior. O uso de uma ferramenta como o Meu Aplicativo é indispensável para quem quer manter as finanças organizadas e usar o cartão de crédito em suas prioridades. O fato de cada vez mais pessoas usarem smartphones já é um indicativo do quanto o uso pode ser prático. O controle está nas suas mãos, literalmente.

Veja também

Newsletter

Receba novidades da Calcard em seu email